Alopecia: Causas, sintomas, tratamentos e muito mais..

A perda de cabelo diária é natural, contudo, em alguns casos específicos, onde essa queda é mais acentuada, é possível que a pessoa esteja sofrendo com a alopecia. A alopecia é uma doença inflamatória que possui como principal sintoma a queda dos cabelos de forma intensa e rápida.

Para ajudar você a entender melhor o que é a alopecia, elaboramos esse artigo. Aqui você fica sabendo quais as principais causas e sintomas dessa doença, assim como dos tratamentos disponíveis e muito mais. Confira!

O que é?

A alopecia é caracterizada pela perda de cabelos da cabeça ou então pela calvície, porém ela pode aparecer em qualquer parte do corpo que possua pelos ou cabelos.

Com variações, a alopecia pode causar tanto a perda temporária dos fios como também, em alguns casos mais graves, ser irreversível.

Causas da alopecia

Por ser uma doença autoimune a principal causa dessa doença se dá pelo fato de as células brancas atacarem, por engano, as células dos folículos capilares.

Fazendo com que o crescimento de novos fios seja prejudicado e também provocando a queda antecipada dos fios já nascidos.

Ainda é desconhecida a real causa das células brancas atacarem os folículos capilares dessa maneira. O que se sabe até agora, por meio de estudos científicos, é que a alopecia é passada geneticamente de geração pra geração.

Um estudo demonstrou que a cada 5 pacientes com alopecia, 1 possui outro familiar com o mesmo problema.

Sintomas

O principal sintoma da alopecia é a perda de cabelos do couro cabeludo em partes fragmentadas que geralmente possuem o tamanho de uma moeda de R$ 1 e que podem crescer gradualmente.

Essa perda de cabelos pode ocorrer de maneira rápida ou até mesmo levar semanas para chegar ao ápice.

Ainda, como sintoma primário da alopecia, pode ocorrer alterações nas unhas das mãos e dos pés do afetado. Esses sintomas geralmente podem ser observados antes mesmo de se iniciar a queda de cabelos e serve como alerta para procurar por ajuda especializada. As principais alterações são:

  • Aparecimento de manchas brancas nas unhas.
  • As unhas podem se tornar mais ásperas e sem brilho.
  • Pode haver a quebra das unhas com facilidade devido ao afinamento da mesma.

Tratamentos para alopecia

Infelizmente não existe ainda um tratamento totalmente eficaz para acabar com a alopecia, contudo, existem algumas opções para minimizar o problema e também para estimular o crescimento mais acelerado dos cabelos.

O mais comum nesses casos é que o medico inicie o tratamento com o auxilio de anti-inflamatórios em altas dosagens que possuem o efeito de ajudar a diminuir a inflamação provocada pela doença nos folículos capilares. Além dos tratamentos medicamentosos existem alguns cuidados que também ajudam a minimizar o problema, como:

Sempre passar filtro solar ao se expor ao sol.

Utilizar óculos escuros para ajudar a evitar que a queda atinja os cílios e a sobrancelha.

Utilizar artifícios como chapéus e bonés para diminuir a incidência solar.

alopecia

Tipos

A alopecia pode ser classificada em diversas subcategorias. Confira abaixo as principais delas e suas características mais importantes:

Alopecia Areata: Pode atingir qualquer parte do corpo e é causada devido ao ataque do sistema imunológico aos folículos capilares. Na maioria dos casos a queda de cabelos é parcial e com um ano, em média, o corpo se recupera e os fios voltam a crescer.

Alopecia Androgenética: Esse tipo de alopecia é mais comumente caracterizada pela calvície em homens e mulheres. Nesse caso os folículos capilares vão diminuindo e fazendo com que os cabelos cresçam com muita dificuldade.

Alopecia Frontal Fibrosante: Essa variação de alopecia é um tipo cicatricial e que pode ser diminuída com tratamento adequado, contudo, a reversão total do quadro não é atingida.

Existem diversos medicamentos que podem ser usados nesses casos, e para saber qual é o mais indicado, a procura de um médico é altamente recomendável.

Alopecia na barba

Apesar de ser mais comum a alopecia na cabeça, ela também pode acometer a barba masculina. Nesses casos há a queda progressiva dos fios da barba.

Com o passar do tempo e evolução da doença é percebido o raleamento do volume de fios na face. Inclusive pode atingir também os cílios, sobrancelhas ou qualquer outra parte do corpo.

Essa doença tem cura?

Ela é uma doença que ainda intriga médicos e cientistas. Em alguns casos é possível encontrar a cura, contudo, como não é conhecido realmente o motivo pelo qual o organismo ataca os folículos pilosos, o tratamento com a cura definitiva, na maioria das vezes, não é alcançado.

Você Também Pode Gostar:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *